Resenha: Máscara Nutritiva Sambalanço da linha Samba da Lola Cosmetics!

Olá pessoal, tudo okay?
Hoje vou resenhar pra vocês a máscara Sambalanço da linha Samba da Lola Cosmetics.



É uma máscara hidratante à base de óleos do Brasil, o que na verdade a torna uma máscara nutritiva. Ela contém 500 ml, bastante coisa! Indicada principalmente para cabelos danificados quimicamente; também super indicada na verdade, para cabelos com escova progressiva. Uso semi-profissional. Custa cerca dos R$ 60,00.



"Tratamento regenerador de 5 minutos. Sua fórmula de alto desempenho é rica em seis óleos amazônicos, que proporcionam hidratação e condicionamento extremos, ao mesmo tempo em que melhora significativamente a textura, elasticidade e brilho dos cabelos. Aplique uma quantidade generosa nos cabelo úmidos e penteie. Deixe absorver 5 minutos. Não requer calor. Enxágue e finalize como de costume. Pode ser usada uma ou duas vezes por semana para manter a hidratação e brilho. Para cabelos com química ou muito secos e fragilizados, misture cerca de uma colher de chá do Tratamento Samba da Minha Terra à Máscara de Hidratação Sambalanço, para conferir maior condicionamento e brilho aos fios."


A máscara não é testada em animais, também é livre de parabenos, sulfato, sal e GMOs.

A fórmula é a seguinte: WATER, CETEARYL ALCOHOL, CETRIMONIUM CHLORIDE, CETYL ALCOHOL, BEHENTRIMONIUM CHLORIDE (AND) ISOPROPYL ALCOHOL, ASSAI OIL, MAURITIA FLEXUOSA FRUIT OIL, BRAZIL (BERTHOLLETIA EXCELSA) NUT OIL, ORBIGNYA OLEIFERA SEED OIL, CARAPA GUIANENSIS SEED OIL, CARYOCAR BRASILIENSE FRUIT OIL, THEOBROMA GRANDIFLORUM SEED BUTTER, GLYCERIN, DIMETHICONE, PARFUM (ALPHA-ISOMETHYL IONONE / BENZYL SALICYLATE / BUTYLPHENYL METHYLPROPIONAL / CITRAL / CITRONELLOL / CITRONELLOL / COUMARIN / GERANIOL / HEXYL CINNAMAL / HIDROXYISOHEXYL 3-CYCLOHEXENE CARBOXALDEYDE / LIMONENE), TETRASODIUM IMINODISUCCINATE, POTASSIUM SORBATE, BHT.

O que temos de bom: óleo de açaí, óleo de castanha do Brasil, óleo de andiroba, óleo de babaçu, óleo de buriti, óleo de pequi, óleo de semente de cupuaçu, glicerina. Temos diversas fontes lipídicas com ação nutritiva, antioxidante e também hidratante, e um agente 'puro' de retenção hídrica.



A máscara Sambalanço produto vem com uma proteção. Acho isso muito válido tanto para proteger o conteúdo de micro-organismos, quanto para garantir a qualidade do produto, indicando que não foi violado. Ponto pra Lola.



A textura do creme é firme, porém daquelas que são bem macias e fácil de aplicar/espalhar. Ela não cai do pote se você virá-lo, mas cai sim se você ficar chacoalhando.



O aroma do produto é delicioso... É um cheirinho frutal doce, como balas de frutas. Bem característico; que entretanto, não é nem um pouco enjoativo, e é até um pouco suave. Creio que ninguém venha a ter problemas com o cheiro.
Noto que já é uma característica da Lola Cosmetics a preferência por aromas frutais e adocicados. =D

Ela é facílima de aplicar nos fios, o processo de massagem é feito sem nenhuma dificuldade. Ao tocar os fios, ela já vai se transferindo aos mesmos, deixando-os completamente enxutos e amaciados. O tempo de ação dela é rapidíssimo, e não necessita de fontes de calor. Dá pra usar no banho mesmo. Aliás, utilizo ela diversas vezes quando quero o cabelo bem macio e preciso assim, pra já!

Após o tempo de ação, os cabelos estão ainda mais amaciados, com uma textura deliciosa ao toque, e após enxaguá-los, eles continuam macios e ganham maior suavidade na textura, um brilho natural e aspecto mais saudável. O efeito é sempre o mesmo, ou seja, não é uma máscara que gera sobrepeso, podendo ser utilizada sempre que necessário, principalmente para os cabelos mais secos e danificados sedentos por uma boa retenção hídrica. O resultado fica ainda mais bacana se misturar com o óleo Samba da Minha Terra, que faz parte da linha Samba também. Em breve, faço resenha dele.

Para usuários do Cronograma Capilar, a máscara Sambalanço tem uma ação hidronutritiva (conheça a Hidronutrição clicando aqui), pendendo bastante para o lado da hidratação, mas sem os contras comuns da etapa; pois ela hidrata e condiciona, deixando os fios bem hidratados e macios, mas controlando a leveza e provenientes fios esvoaçantes.

O que promete: Hidratação e condicionamento extremos, melhorar a textura, elasticidade e brilho.
O que faz: Cumpre tudo o que promete. A hidratação e o condicionamento são excelentes, a textura fica mais saudável, e o cabelo fica mais tratado e com brilho natural.
Classificação: Excelente
Compraria novamente: Sim!
Nota: 10++

Abraços.
F.

Review: PLL 5x02 "Whirly Girl" & 5x03 "Surfing the Aftershocks"


Olá pessoal, tudo okay?

Hoje vou fazer uma review dupla de Pretty Little Liars. Será baseada no episódio da semana passada, o 5x02 e o de ontem, o 5x03.
[Na verdade faço isso no meu blog homônimo, que terá vários links durante o post, mas quis trazer um assunto diferente ao Beauty]
De início, devo dizer que uma coisa que eu achava extremamente necessária para a séria aconteceu: mudança! Sim, a série aparentemente mudou. Entretanto, não creio que a série mudou completamente, ainda, mas é bacana ver essa repentina mudança nestes dois últimos episódios, e que para mim, continuarão até o próximo.




A série, para quem a acompanha desde a season 1, está sim tomando um caminho diferente. Não é mais aquela enrolação insuportável de sempre, realmente ocorreu uma mudança de roteiro. Para alguns isso será muito bom, para outros isso será muito ruim. A mudança é que a atmosfera teen está sendo melhor trabalhada, tirando o foco de adolescentes super inteligentes e manipuladores, para adolescentes de verdade.


No episódio 5x02 eu já vinha tendo esta concepção, o 5x03 apenas me confirmou isso. Portanto, se acostumem com uma atmosfera mais Mean Girls (Meninas Malvadas)... Vida longa à Regina George! Por isso falei acima que isso seria bom pra alguns e ruim para os outros.


O que me deixa CERTO e de que o entorno agora será mais adolescente, pelo menos por um período, com alguns episódios especialmente demarcados para serem especialmente de suspense, enquanto na maioria dos episódios, teremos aqueles momentos de tensão... Geralmente liderados pela Spencer Hastings enfrentando todo mundo.


Durante a revelação de Alison estar viva no 4x13 eu já imaginei que ela voltara causando problemas pra todo mundo, direta ou indiretamente; por enquanto tem sido indiretamente; e uma das coisas que eu tinha certeza que iriam acontecer, é que Alison traria todo aquele clima de colegial de volta. Isso não é de um todo ruim, não considero um retrocesso... Considero uma salvação, por enquanto. Que foi exatamente por a ausência disso, a atmosfera teen, que Gossip Girl por exemplo, se perdeu, à partir da season 3; que se tivesse continuado com Jenny e Eric, e talvez uns personagens novos, a coisa continuaria fluindo. Enfim.


Quem gosta dos personagens de PLL, provavelmente vá gostar muito de ver este novo reinado colegial que esta prestes a acontecer.  Podem aguardar que teremos muita coisa de líder de torcida, momentos "You can't sit with us!", disputa por coroas e lideranças, coisa e tal. E com certeza, disputas românticas. Sério, sou só eu que acho que Alison ficará entre Ezra e Aria?



Agora vamos para as partes teóricas da coisa toda. Começando, pelas coisas apresentadas durante o 5x02. Uma coisa que eu achei, me desculpem, sou a favor do casal, mas achei realmente insuportável e grande encheção de linguiça/perda de tempo, foi a cena de Spoby fazendo saliências na cama. Gente... Totalmente desnecessário, quantas cenas disso nós já não tivemos? Totalmente desnecessário, pois todos nós sabemos o que eles fazem juntos. Só aquela cena de Toby, Spencer e Veronica na cozinha já era suficiente para demarcar o retorno do Tobynho. Que aliás, já nem se fez tão necessário assim, já que inclusive não apareceu no 5x03, por exemplo.


Um retorno que eu estava feliz para ter, era o da Melissa Hastings. Sempre gostei dela, e sempre achei que ao contrário do que vemos, ela é a vítima da situação toda, e não a Spencer. O clima de irmã mais velha dominadora/manipuladora e conhecedora das coisas que acontecem, fazia falta na série. Aquela dinâmica impulsiva, amistosa e de rivalidade que só os membros da família Hastings têm um com o outro, para mim, foi uma das melhores coisas a se ter de volta na série. Também menciono o retorno do Jason, que também causa indiretamente a discórdia nesta família, que ele meio que faz parte. Gosto muito tanto do Jason quanto da Melissa.
Ainda tentando entender como ele sofreu um acidente num elevador e subitamente fugiu do hospital... Mas ok.






Foi bacana ver várias cenas das meninas junto com a Alison. Mais importante, foi  ver as cenas do Keneth DiLaurentis com a filha, as duas primeiras foram tocantes.

Falando em Alison... A "mentira" que a Alison disse para o Holbrook na delegacia, e que deixou as outras quatro bravas com ela. Não sei vocês, mas EU tive plena certeza de que ela esteve contando a verdade ali, de que sim, ela foi sequestrada e mantida refém por dois anos. Óbvio, as outras quatro não iriam acreditar nisso, pois para elas, a Alison contou a versão de que foi enterrada viva pela mãe. Entretanto, coisas que Alison contou naquela noite, no episódio 4x24 (review aqui) não batem, e eu falei disso com vocês aqui.




Contribuo com esta minha teoria, fazendo-os lembrarem BEM da fase durante o episódio 4x12 (review aqui) ao episódio 4x13 (review aqui); se lembram de quê Alison estava aparentemente vivendo em Ravenswood. No episódio 4x13, mais especificamente, temos mais 'provas' desta minha teoria. Como quando luzes apareciam para Hanna e em seguida ela tinha uma visão de Alison se aproximando, e em seguida, o até então "-A" Máscara de Gás a puxando de volta para longe da mesma, como se não quisesse que Hanna soubesse que Alison estava viva.

Para concretizar isso, temos o final do episódio, quando Alison segue as meninas até a residência da Spencer e revela a elas o fato de estar viva, e em poucos segundos, luzes voltam a aparecer (as mesmas luzes de quando o "-A" Máscara de Gás estava aparecendo) e Alison diz que tem que ir embora. As pouquíssimas aparições de Alison durante a segunda metade da season 4, servem de base para isso, que agora que ela foi dada como 'viva', ela continua aparentemente estar fugindo de alguém, ou preocupada com algo. Se eu estiver certo sobre isso, só saberemos a resposta lá na frente. E como eu já disse na época, em que era nítido que ela só confiava na Emily e não nas outras, eu particularmente tomaria a mesma posição.


Uma coisa legal também no 5x02 foi que o plot da Jessica não sofreu enrolação, foi logo dado de brinde tanto a nós quanto aos personagens. Já era de se imaginar que PLL enrolaria séculos até acharem a Jessica, mas não, foi praticamente no dia seguinte, isso foi bacana. Neste plot, era óbvio também que enrolariam nas suspeitas ao Jason, e me surpreendi que já no 5x03 a suspeita meio que foi por água abaixo. Cogito desde o  antes do 5x01, o Peter Hastings, mas suspeito da própria 'Alison' nessa coisa toda.

O plot mais interessante, foi na cena antes da revelação da Jessica. Uma cena em que só não 'vê' quem não quer ver. A cena em que Alison vai ao seu túmulo de despedir de si mesma, como diz para Mona, que a Alison enterrada ali está morta e que ela não pode voltar a ser ela. Pista mais do que nítida para mim, de que a Alison que estamos vendo desde muito provavelmente o 4x12/4x13, é na verdade Courtney DiLaurentis. Por isso já desde a fase do 4x24 eu não comprava totalmente as histórias da Alison, pois nem todas batem; como exemplo, a história que ela contou sobre o Ian 'naquela noite', que no que ela contou, ambos estavam brigando pelos vídeos do N.A.T Club, já no vídeo que temos gravado daquela noite, ambos estavam muito mais do quê se dando bem. Mona e suas palavras apenas confirmam a hipótese, como "The truth will bury you in a New York Minute.", gostei da referência ao filme New York Minute, que eu gostava bastante; enfim, Mona deixava claro aqui que sabia de tudo o que ocorreu durante os eventos do 4x24/5x01, como eu já imaginava. Ênfase no the truth (a verdade). Para concluir, Alison diz a Mona que precisa dela, como amiga, e Mona com toda sua linda sagacidade que me fez apaixonado por ela, responde negativamente, reforçando que vai infernizar a vida dela, e que aliás, ela não precisa mais se esconder como -A, fora que enfatizou que quem precisa se esconder, é ela. Mona sabe das coisas, e com certeza, ela sabe desse plot todo, que coloco as fichas de que essa Alison é Courtney DiLaurentis, e que ela, Mona, muito provavelmente como eu imaginava desde o 2x25 (review aqui) é amiga da Alison DiLaurentis real, ou ao contrário.

Aliás, estou ADORANDO que minha personagem favorita, Mona Vanderwaal, mesmo escalada desde a temporada anterior como main character, o que não lhe era devidamente dado televisivamente, está tendo foco real como tal. Espero ainda que vejamos pela primeira vez os pais dela, e finalmente também o quarto da little liar.

Alguém ainda mais não suspeita da 'Alison' ainda mais com a cena final do 5x02?



Já, os eventos do 5x03 foram bem mais adolescentes. Dá pra separar por personagem.

Aria está lidando aos poucos com o fato de ter não intencionalmente tirado a vida de Shana. Já falou disso com Emily, e no episódio de ontem falou com Alison e com Ezra; que aliás, achei bacana a atitude dele de estar disposto a ajudá-la.




Durante o 5x02, gostei bastante da troca de gentilezas entre ela e Mona, que deixava claro para ela que sabia de tudo que aconteceu nos últimos dias, e cheia das ironias.





Alison, tadinha... Obviamente que de luto pela mãe. Inclusive tivemos uma cena SUPER suspeita, de Peter Hastings querendo dar uma carona pra ela...





Emily está no bate e volta com a Paige, mas não está interessada novamente, o que acho uma 'pena', eu gosto de Paily, mas fica nítido de que Paige vai continuar vindo atrás. E aquele plot com a "fã" da Emily?



Menina, toma cuidado, esse negócio de fã é perigoso... Eu já passei pro isso e pode ser bem chato! Pegue o exemplo Mona e Alison! kkkkkk'




Também menciono que gosto muito dessa nova Emily, existente desde a season 4... Forte, decidida, que não deixa mais ninguém passar por cima dela. Existente graças à Mona Vanderwaal.
Serio, essas meninas tem MUITO à agradecer ao preparo que Mona deu a elas para o atual retorno de Alison, que agora não pode mais controlar nenhum das quatro.



Spencer como sempre, se metendo no que não é da sua conta, interferindo na vida e segredos dos outros apenas para saber de tudo, e para superar suas habilidades investigativas. Se metendo em assuntos de todo mundo em relação aos acontecimentos com a Jessica DiLaurentis, como os da própria Alison. Embora eu goste disso; o que no entanto, me fica implícito de que ela ainda pagará as consequências por ser tão abelhuda... Como quase pagou no 2x25 e no episódio do trem na season 3.


Já o plot mais interessante do episódio, foi Hanna/Mona, que foi um plot bem conjunto. Estou amando como a Mona está tendo um real destaque, ela apareceu neste episódio tanto quanto as outras liars. E o que tivemos aqui, foram vários flashbacks de Hanna e Mona após o desaparecimento da Alison, e da transformação das duas de Hefty Hanna & Looser Mona à Queen Bees de Rosewood High, assim como Alison era.

No final de tudo, algo bem retardado ao meu ver, Hanna acusa Mona de tê-la transformado em uma cópia da Alison (me poupe né Hanna... Onde você estaria hoje se não tivesse sido amiga da Mona). Essas garotas mereceram toda a perseguição da Mona, é patada idiota atrás de patada idiota que essas meninas davam/dão na Mona. 





Estou me divertindo com a Mona, que não está mais (aliás, desde a segunda metade da season 4) tentando ser amiga das quatro. Pelo contrário e não ao contrário, agora ela se diverte fingindo ser amiga das quatro.



Quanto ao mistério de "-A" que ficou ausente nestes dois episódios, é muito óbvio que não acabou, talvez seja entornado de uma nova forma. A qual, eu plenamente acredito ser a Red Coat. Não, eu NUNCA comprei de que Cece e Alison eram as reais Red Coats. Mona não vivia dizendo que a Red Coat era quem estava no comando de tudo? Inclusive, acredito que a pessoa de vermelho na primeira cena de Mona no 5x01 (review aqui) foi de fato Red Coat, e não Lucas, como nos foi feito acreditar cenas depois; ele apenas aparentava ter sido um dos convidados de Mona a chegar, e pontualmente como de costume.



Se vocês analisarem bem, tivemos uma singela cena que confirma a minha hipótese, durante o episódio 4x12.

Esta é a Red Coat que 'guiou' as meninas até onde Emily estava presa numa caixa. Conforme o que Alison disse no 05x01, ela e Cece estavam vestidas da mesma forma, como Red Coat, apenas para enganar -A, e confundi-lo (a). Aprovo essa ideia, e creio sim ser parcialmente verdade. Principalmente, se vocês observarem como Alison e Cece estavam naquele momento:


Alison e Cece, estavam sem luvas... A outra Red Coat vestia luvas pretas. Inclusive foi a Alison quem parou a máquina que serraria Emily ao meio, e foi bem 'demarcado' que ela estava sem luvas.


Também incluo na coisa toda, muito possivelmente Wren Kingston. Andei re-assistindo alguns episódios das primeiras temporadas e ele é mais do quê suspeito. Suspeito que ele é o "Beach Hottie". Temos altas referências de um psicopata exalando do mesmo. Ele é super elegante, charmoso, confiável por quem acabou de conhecê-lo, aparência de bom moço, super educado, super ponderado, atencioso, disposto a 'ajudar' a qualquer momento... Ninguém é tão bonzinho assim. Fora a nítida tendência que ele tem por garotas mais novas (vide Spencer Hastings e Hanna Marin; e até muito provavelmente Mona Vanderwaal), o que muito me denota que ele muito bem poder ter tido um caso, também, com a Alison.



A cena mais interessante e intrigante ao mesmo tempo, foi a cena final do 5x03, que volta com mistérios à tona. Hanna vai ao salão de beleza usar um 'novo tom de loiro' e mudar de visual, que sabemos que terá mechas pretas a la Avril Lavigne em 2004. Quem está a observar a atitude, através de um vidro fosco, é sua antiga amiga Mona Vanderwaal, deixando claro que mesmo não sendo mais -A, ela continua a observar. O que mais chama atenção a partir disso, é que uma amiguinha dela aparece também ,com certa distancia a mais. Num primeiro momento, sou levado a acreditar ser a própria 'Alison', ou então a outra Alison (podemos chamar de Courtney), reforçando minha teoria...
Entretanto, parei para reobservar os traços da moça bonita, e que saberíamos nessa temporada que alguém teria um gêmeo; e pelas palavras da Tamim (saudades Jenna; aguardando seu retorno no 5x05), é uma IRMÃ gêmea... Me dei conta de que os traços são IDÊNTICOS... IDÊNTICOS aos de Hanna! Que reviravolta seria se tivermos esse plot de que quem tem uma gêmea é a Hanna, não? Mais interessante seria se a própria tivesse a vida tomada por essa Hanna que nós conhecemos.
O que faz sentido também, já que a história de terror que Alison contou no episódio de Haloween da season 2 era com a Hanna na cena, e quem sempre via coisas 'atormentadoras' sobre loirinhas gêmeas, era ou a  própria Hanna Marin, ou a Ashley Marin, que teve contato com aquela fantasminha que dizia que sua mãe não gostava dela e só gostava da outra, sua irmã.



Se minha ideia de essa menina ser realmente a gêmea de Hanna, podem ter certeza que vai dar muita história pela temporada... Mas que vai servir como um cala a boca para os fãs que teorizam sobre Alison e Courtney. O que no entanto, não servirá pra mim, pois com certeza, ainda terá sim o plot Alison/Courtney.


O que acham?



Uma prévia especial do que há por vir no 5x05, o episódio 100 de PLL:








Mais sobre PLL, clicando aqui.


Gif especial de comemoração do retorno dos Beatles; ops, de PLL:



Abraços.
F.

Resenha: Shampoo "Liss Unlimited" da L'Oreal Professionnel!

Olá pessoal, tudo okay?
Hoje vou resenhar pra vocês o shampoo da nova linha Liss Unlimited da L'Oreal Professionnel. Uso semi-profissional.

Quem não viu, eu cobri o evento de lançamento da linha, poderá conferir clicando aqui.

"Um olhar mais atento nas ruas, uma visita a alguns salões ou uma simples espiadinha nas cenas de novelas comprovam: o cabelo liso está na cabeça da maioria das brasileiras. Pesquisas apontam que 63% das mulheres no Brasil desejam o cabelo liso, 55% usam cabelos lisos e, entre estas, 25% têm os fios naturalmente lisos. Essa constatação levou L’Oréal Professionnel a buscar a fórmula do liso perfeito. Desenvolvido com a exclusiva tecnologia Keratinoil Complex, Liss Unlimited garante o efeito liso por quatro dias, mesmo com 80% de umidade.
Composta por seis produtos – shampoo, condicionador, máscara, creme disciplinante, óleo e sérum duplo – em tamanhos variados para uso profissional e do consumidor –, a linha completa vai estar disponível nos salões a partir de março."

A linha basicamente promete 4 dias de liso perfeito mesmo com 80% de umidade.

Shampoo:


"A fórmula com Pró-Keratin e óleos nutriprotetores de kukui e prímula,  disciplina os cabelos rebeldes, combate o frizz e proporciona um efeito liso."  Preço Sugerido: R$59.

Promete efeito liso por até 4 dias para cabelos lisos ou com escova.

Keratinoil Complex: Aliança de Pro-Queratina fortalecedora e óleos nutri protetoras de Kukui e Evenung Primrose.

A fórmula é a seguinte: AQUA/WATER, SODIUM LAURETH SULFATE, DISODIUM COCOAMIDOPHODIACETATE, GLYCOL DISTEARATE, POLYQUATERNIUM-10, HEXYLENE GLYCOL, DISODIUMRICINOLEAMIDO MEA SULFOSUCCINATE, SODIUM CHLORIDE, CETEARETH-80 MYRISTYL GLYCOL, COCAMIDE MEA, SODIUM BENZOATE, SALICYLIC ACID, HEXYL CINNAMAL, ARGININE, GLUTAMIC ACID,  BUTYLPHENYL METHYLPROPIONAL, SERINE, HYDROXYPROPYLTRIMONIUM HYDROLYZED WHEAT PROTEIN, OENOTHERA BIENNIS OIL/EVENING PRIMROSE OIL, ALEURITES MOLUCCANA NUT OIL/ALEURITES MOLUCCANA SEED OIL, BENZYL ALCOHOL, CITRONNELLOL, 2-OLEAMIDO-1,3-OCTADECANEDIOL, LIMONENE, SODIUM HYDROXIDE, CITRIC ACID, PARFUM/FRAGRANCE.

A fórmula do shampoo em si já é bem boa, tem vários ativos de tratamento. Gostei também de um fato bacana, que é o dele conter ácido salicílico. Pra quem não conhece, este que é um ácido queratolítico, ou seja, ele em uso tópico desta forma, é capaz de auxiliar a remover excessos (principalmente) de proteína em grandes moléculas, que possam ficar sobre os fios.

Enfim, no uso... É um shampoo nutritivo. Ele NÃO RESSECA o cabelo, e pelo contrário, ainda sinto que ele doa mais leveza e controle dos fios. Muito bom mesmo! É bem suave aos fios, limpa e não agride nada, dá pra sentir como se ele já trabalhasse no assentamento das cutículas capilares.
                         
Tem coloração bem perolada de fundo branco, textura levemente cremosa e fragrância soft. Posso estar meio doido, mas me lembra um fundo de nozes com um toque de lavanda, ou algo do gênero. Contém 250 ml.

O que promete: Disciplinar os cabelos rebeldes, combater o frizz e proporcionar um efeito liso
O que faz: Cumpre o que promete!
Classificação: Excelente!
Compraria novamente: Sim/Talvez. É um produto caro, mas é bacana.
Nota: 10

Abraços.
F.

Inoar Professional é SUCESSO nos Estados Unidos!

Olá pessoal, tudo okay?
Hoje vou falar pra vocês, de uma das minhas marcas favoritas que está fazendo o maior sucesso lá nos Estados Unidos, que é a Inoar Professional.





Prova do sucesso, é que a revista Launch Pad não mede elogios à marca. Recentemente, a revista mencionou o famoso Argan Oil da Inoar Professional em sua TOP LIST. Sobre ele a revista disse:

"Incorporates its namesake ingredient to moisture and intensify sheen."

Traduzindo pra vocês: Incorpora seu ingrediente homônimo para hidratar e intensificar o brilho.

E o grande elogio da vez, foi feito ao lançamento recente da marca, o Power Powder (chamado particularmente por mim de PP), intitulando-o como o PRODUTO MAIS REVOLUCIONÁRIO DOS ÚLTIMOS TEMPOS.
                               
Excelente, não?

Confiram algumas fotos também, da filial da Inoar em Miami - Flórida.




Outras notícias e resenhas da Inoar, clicando aqui.

#Press

Abraços.
F.


Inocencia Manoel fala sobre o Ácido Glioxílico na Cabelos & Cia!

Olá pessoal, tudo okay?
Recentemente saiu uma matéria na conhecida revista Cabelos & Cia, tratando-se de uma entrevista com a Inocencia Manoel, a dona da Inoar Professional, acerca do ácido glioxílico.

Confiram:




"O ácido glioxílico surgiu como alternativa ao uso do formol em escovas progressivas. Virou o queridinho de cabeleireiros e clientes assim que chegou ao mercado, cerca de quatro anos atrás. Regulamentado pela Anvisa como regulador de pH, acabou ganhando na indústria uma nova função, a de alisante. Vinha sendo livremente comercializado até que, em abril deste ano, a Agência de Vigilância Sanitária publicou uma portaria proibindo seu uso como alisante. A decisão desapontou a empresária Inô Manoel. Ela iria lançar na última Hair Brasil um produto que considera a revolução das progressivas com ácido glioxílico “É frustrante. Justo agora que conseguimos desenvolver a fórmula perfeita!”, lamenta a empreendedora. Nesta entrevista exclusiva, ela conta como descobriu a função alisante do ativo e revela sua expectativa para que ele seja liberado.


Como você descobriu que o ácido glioxílico alisava os fios?
Na verdade, foi por acaso. Em 2005, um químico amigo meu, me mandou uns saquinhos contendo vários ácidos porque ele sabia que eu gostava de inovar. Naquela época, fazia testes com cisteína e comecei com ela. Misturei na base de um produto da Inoar e passei no meu cabelo. Não deu resultado e ainda deixou um cheiro ruim. Até que, num domingo, peguei metade do conteúdo do pacotinho de ácido glioxílico e juntei na base da minha escova marroquina. Coloquei numa mecha da nuca e deixei, fui fazer almoço. Depois de uma hora e pouco percebi que os fios tinham ficado lisos. Pensei que aquilo não poderia ser possível e que o cabelo ia voltar a encrespar, mas me enganei.


Como você se sentiu?
Fiquei numa euforia tão grande que nem conseguia dormir. Por outro lado, não tinha com quem dividir aquela descoberta. Não podia soltar no mercado que aquele ácido alisava. Então comecei a bater cabeça para achar a proporção ideal do ativo. Testava tudo no meu cabelo. Uma hora ele ficava cor de gema de ovo, depois desbotava completamente.


E quando você alcançou a formulação ideal?
Foi só em 2009. Um empresário italiano veio ao Brasil interessado nas escovas brasileiras. Eu contei a ele do meu produto, mas expliquei que antes dele levá-lo para a Europa, eu precisava aperfeiçoar a fórmula. Foi quando ele disse que tinha um químico espetacular em seu país. Fizemos um contrato pois a ideia era que, juntos, chegássemos à formulação para registrar a patente. Aluguei um local todo fechado onde, por 15 dias, realizamos vários testes. As porções de ácido glioxílico eram medidas, eu aplicava as misturas nos cabelos e analisava de eles tinham ficado lisos, se tinham desbotado. Então o produto ficou pronto e eu viajei para a Itália a fim de patenteá-lo. Lembro que faltavam 90 dias para a Beauty Fair e eu queria fazer o lançamento na feira.


O produto foi um sucesso?
Para falar a verdade, nós tivemos um prejuízo enorme porque o ácido glioxílico desbotava o cabelo. Ficava maravilhoso nos castanhos, mas nos loiros e vermelhos dava problema. Passamos pelo menos um ano devolvendo dinheiro para os profissionais que se sentiram prejudicados. Quase quebramos, porque boa parte do capital de giro da Inoar estava investido nesse projeto. Só que eu nunca desisti. E olha que a mídia caiu em cima, dizendo que o ácido glioxílico era formol, essas coisas. Mas eu sabia que ele não fazia mal porque quando exportamos para a Itália, nosso container ficou preso. Levaram o produto para análise e ele foi aprovado 15 dias depois. Eu fui para lá e acompanhei tudo de perto. Nos testes, eles fecham uma sala, fazem o aquecimento do cosmético e medem a vaporização. O resultado mostrou apenas traços de formaldeído, uma quantidade menor do que a gente está respirando aqui.


Mas e aqui no Brasil, você fez testes?
Quando percebi que o produto alisava, fui tentar registrar como grau 2. A Anvisa então veio com uma série de exigências que me fizeram começar várias pesquisas para atendê-las, o que é natural. Eu já tinha bastante coisa mas a Agência, com toda razão, quis que eu me explicasse. Eu consegui em parte, gastei muito dinheiro com isso.


Como está a situação agora com a Anvisa?
Eles têm em mãos vários papeis, pesquisas e até um dossiê da Abihpec e da ABC (Associação Brasileira de Cosmetologia). Depois daquela matéria do Fantástico, fizemos um congresso com o Adriano Pinheiro, que é um químico premiadíssimo, e ele mostrou o mecanismo de ação do ácido glioxílico. Também explicou que o produto não desgasta o cabelo, justamente por ter pH ácido.


Você acha que é uma questão de tempo obter a liberação da Anvisa?
O ácido glioxílico foi incluído este ano no PCPC (Personal Care Product Council – uma associação da indústria americana de cosméticos) com a função de alisante e condicionador de cabelos, além de tamponante. Aqui no Brasil ele só é regulado como tamponante, ou seja, regulador de pH. Nossa grande esperança é essa inserção no PCPC, que é um banco de dados internacional. Isso já é um grande avanço. Embora o uso ainda esteja sendo alvo de avaliação da Anvisa, tenho quase certeza de que ela vai regulamentá-lo. Isso vai proteger tanto o fabricante quanto o consumidor. A palavra final tem de ser da Agência, só assim a gente vai respirar aliviado. A indústria cosmética está esperando por isso, mas entendo que a Anvisa está no papel dela.


A Inoar hoje vende escovas à base de ácido glioxílico?
Fizemos o lançamento do novo produto, que resolveu aquele problema do desbotamento, na última Hair Brasil. Mas não vendemos um frasco porque a Anvisa soltou aquela nota proibindo a comercialização do ácido glioxílico. É frustrante, justo agora que descobrimos a formulação perfeita. Você pode passar o produto num cabelo loiro, platinado, que fica bárbaro. Mas pode ir lá vasculhar minha empresa inteira que está tudo lá, sem vender. Temos de esperar a Anvisa se decidir para que possamos colocar o produto no mercado. Até considero normal esse tempo que a Agência está levando para regulamentar, pois o ácido glioxílico é uma inovação. Ele liberta os salões do formol e essa é uma questão de saúde dos profissionais."

Fonte: Redação Cabelos & Cia



Também aproveito para destacar, que recentemente, Inocencia Manoel ganhou o Prêmio Excelência Mulher 2014, um prêmio que consagra mulheres de diversos setores profissionais e filantrópicos.

Importante:
Julgo importante destacar que o próprio químico Daniel Barreto, que esteve na infame matéria do programa Fantástico que relacionava o ácido glioxílico com o formol, afirmou recentemente que a matéria foi editada, e citou o ácido glioxílico como "A MAIOR DESCOBERTA CAPILAR DO SÉCULO!", confira isto clicando aqui.

#Press

Confiram todos os outros episódios sobre o Ácido Glioxílico:

Globo e sua Manipulação sobre o Ácido Glioxílico!
"Por que a Rede Globo não apresenta os Laudos sobre o Ácido Glioxilico?"
Procon ataca Comercialmente Empresas como Lola e Inoar!
Coletiva de Imprensa Inoar Professional: Globo/Fantástico e o Ácido Glioxílico!
1º Congresso Cabelo & Ciência na Assembleia Legislativa de São Paulo!
Ácido Glioxílico Liberado como Alisante Capilar pela Europa!
Ácido Glioxílico é "A MAIOR DESCOBERTA CAPILAR DO SÉCULO!"

Deixo outros posts interessantes de Tratamento Capilar:

Episódios da Saga do Loiro Platinado:

Saga do Cabelo Loiro Platinado Perfeito! - O Inicio
Saga do Cabelo Loiro Platinado Perfeito! - Eu Quero! Posso? - Parte 2
Saga do Cabelo Loiro Platinado Perfeito! Como cuidar dos danos? - Episódio 3

Saga do Cabelo Loiro Platinado Perfeito! Descoloração e Progressiva/Alisamentos!

Confiram os TOPS:
TOP: Melhores Shampoos
TOP: Melhores Condicionadores
TOP: Máscaras Hidratantes (Reposição Hídrica)
TOP: Máscaras Nutritivas (Reposição Lipídica)
TOP: Máscaras Reconstrutoras (Reposição Proteica)


Confiram todas as etapas do projeto TEPPQ:



Outros bons posts (ATIVOS DE TRATAMENTO):

OLD but GOLD:
Abraços.
F.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...